50 Tons de movimento

Nessa pesquisa, o interprete se coloca disponível para o público criar uma sequencia coreográfica. Essa obra tem como objetivo colecionar 50 movimentos, representando a passagem de cada espectador. O espectador está convidado a ensinar ao interprete um movimento. A forma de ensino fica a critério do criador. Podem ser utilizadas sugestões, metáforas, clichês, ideias ou ensinar corporalmente o movimento. Depois que o artista aprender, deve-se colocar a descrição do movimento na tabela posicionada em frente a obra.

Nessa edição, a ordem das palavras pode ser mudada, criando assim uma nova sequencia a cada movimento novo.

Tragam suas ideias de movimento, de preferencia com bastante desafio!!! = )

Imagem

Grande abraço!!!

Fernando Faleiro

Deixe uma resposta