Inovações malabarísticas?!

Hoje se encerrou uma oficina de quatro dias com o argentino Pablo Pico. Muito bom, por trazer conceitos de Laban, por exemplo, que o geral são usados na dança e no teatro – ao menos na realidade brasileira (ou da américa do sul).

É bom ver a curiosidade e a alegria de todos por ter esse outro olhar, por encontrar outras referências para suas pesquisas. O curioso é que, mesmo sendo uma informação nova, ela de novo não tem nada. Ou seja, nova pra quem não conhecia, velha na sua concepção.

Pensando nisso tudo e pesquisando vídeos, boa parte deles sendo revisitados, encontrei estes: solos de malabarismo “contemporâneo” – de 1993-94.

Deixe uma resposta