Santa Cruz do Sul: Gestos e Restos e oficinas

O retorno a cidade “natal”.  Ironicamente, o local onde tive maiores problemas com produção. Motivo: primeira viagem com a Dona Sofia, nossa Kombi, que estava se recuperando de meses parada e alguns contratempos da reforma. Mesmo assim foi. E foi mostrando a fragilidade do corpo, do artista, do cansaço. Da concepção do espetáculo para a experiência sensível. E no momento onde mais se quer “belo”, menos se é. Paciência. Mesmo assim foi.

O registro foi em vídeo. Abaixo as poucas fotos: uma ao fim do espetáculo com meu primo Léo e outras da oficina.

Deixe uma resposta